Estúdio de Attack On Titan e Jujutsu Kaisen emite nota sobre acusações de funcionários

O estúdio negou as acusações

Publicado em 11/07/2021 17:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O estúdio Mappa é um dos maiores produtores de animes da atualidade. Dentre os títulos que o anime produziu estão Jujutsu Kaisen, a última temporada de Attack On Titan e Yasuke. No entanto, recentemente o estúdio acabou nos holofotes por motivos ruins. Funcionários vieram a pública denunciar condições precárias e abusivas de trabalho, envolvendo desde salários baixos até mesmo condições de trabalho ruins.

Recentemente, até mesmo o diretor de animação Ippei Ichii acusou o estúdio de oferecer apenas 3,800 ienes (US$ 34) por corte (cena curta) para trabalhar em uma produção da Netflix. Dessa forma, o estúdio acabou por se pronunciar se defendendo das diversas acusações.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira a nota na integra:

“Recentemente, notamos que algumas informações internas sobre um trabalho não publicado foram divulgadas de forma enganosa nas redes sociais. Como resultado, alguns fatos foram retirados do contexto e outras informações foram acrescentadas com base em mal-entendidos e especulações, resultando numa distorção injustificada da verdade e causando muitos transtornos aos nossos clientes e demais pessoas envolvidas na obra. Na verdade, a obra em questão, que ainda não foi lançada, não é um projeto para o qual fomos contratados por uma grande plataforma. A obra em questão é uma nova parcela de uma série anime que foi produzida no passado e para a qual nós e o comité de produção aguardávamos ansiosamente a aprovação e, finalmente, a ordem de produção foi cumprida quando a empresa gestora do comité de produção confirmou a venda do trabalho para uma grande plataforma. O custo de produção é determinado pelo valor das vendas.”

Além disso a nota também fala:

“No passado, assim como no caso desta obra, nunca forçamos os criadores a aceitar comissões a preços excessivamente baixos e não proporcionais aos custos de produção. Uma vez que muitas empresas e criadores estão envolvidos na produção de obras de animação, as condições são acordadas entre as partes envolvidas e a gestão da informação também está sob rígido controle. Sobretudo no caso de obras ainda não publicadas, existe o risco de as partes envolvidas serem acusadas de violação do contrato e a própria obra ser abandonada. Opomo-nos veementemente a tal divulgação não autorizada de informações e tomaremos as medidas adequadas.

A nossa companhia pretende produzir o melhor trabalho possível no âmbito dos custos de produção fixados para cada projeto, e continuaremos a fazer todos os esforços possíveis para o conseguir. Faremos o possível para continuar a melhorar o ambiente de trabalho e as condições de cada projeto todos os dias.

Muito obrigado pelo apoio contínuo.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio